Bibliografia:

César Ramos - Derivativos, riscos e estratégias de hedge. Implementação, contabilização e controle, 2012, Editora César Ramos.

César Ramos - Derivativos, riscos e estratégias de hedge.

Contabilidade de Hedge (HedgeAccounting)

O que é "Hedge Accounting"?

As operações de contabilidade de hedge (“Hedge Accounting”) consistem em aplicar regras especificas e opcionais de contabilidade das operações de hedge financeiro que permitem eliminar ou reduzir a volatilidade dos resultados contábeis decorrentes do registro obrigatorio dos instrumentos derivativos ao valor justo por meio do resultado.

O principal objetivo da implementação de uma contabilidade de hedge (“hedge accounting”) consiste em registrar os ganhos ou perdas decorrentes dos instrumentos financeiros derivativos nos mesmos periodos contabeis em que os itens objeto de hedge afetam o resultado contabil da entidade, de forma a respeitar o principio de confronto das receitas e das despesas e reduzir a volatilidade do resultado contabil criada pelo registro dos derivativos ao valor justo. As operações de contabilidade de hedge são classificadas como hedge de valor justo (“fair value hedge”), hedge de fluxo de caixa (“cash flow hedge”) ou hedge de um investimento no exterior.

Por exemplo, em aplicação das regras opcionais de contabilidade de hedge de fluxo de caixa os ganhos ou perdas decorrentes das variações dos valores justos de instrumentos derivativos designados em operações de hedge são diferidos no patrimônio liquido até o momento em que o item objeto de hedge afeta o resultado do período. Por exemplo, até o momento em que a transação futura altamente provável afeta o resultado.

Geralmente o instrumento financeiro derivativo é designado em sua totalidade como instrumento de hedge numa relação de cobertura financeira. Porém é possível designar como instrumento de hedge apenas um dos componentes da variação total do valor justo do instrumento financeiro derivativo. Exemplos comuns consistem em separar o valor intrínseco do valor temporal das opções ou em separar o componente cambial e o componente de juros de contratos a termo. A designação de apenas um componente do valor justo do instrumento derivativo como instrumento de hedge tem como objetivo de melhorar a eficacia da relação de hedge. No caso de operações de hedge do risco cambial, instrumentos financeiros não derivativos tais como empréstimos, contas a pagar, caixa ou contas a receber poderão também ser designados como instrumentos de hedge.

Porque que as empresas implementam as regras de hedge accounting?

As empresas implementam as regras de hedge accounting porque elas permitem corrigir o descasamento temporal que existe entre o registro do instrumento derivativo e o registro da transação protegida e eliminar ou reduzir a volatilidade dos resultados contábeis provocada pelo registro dos derivativos ao valor justo por meio do resultado durante o período do hedge.


© 2012 - HedgeAccounting.com.br by César Ramos