Bibliografia:

César Ramos - Derivativos, riscos e estratégias de hedge. Implementação, contabilização e controle, 2012, Editora César Ramos.

César Ramos - Derivativos, riscos e estratégias de hedge.

Contratos a termo

Características dos contratos a termo.

Um derivativo bastante simples é um contrato a termo.
Um contrato a termo é um compromisso de compra e venda a termo, com liquidação futura, celebrado entre duas partes pelo qual o comprador se compromete em comprar no futuro por um preço predeterminado, um determinado ativo objeto.
Simetricamente, o vendedor se compromete em vender para o comprador, em data futura, o ativo objeto do contrato, pelo preço pactuado entre as partes.
Após a conclusão do contrato, em função do vocabulário usual o comprador contratou uma posição comprada e o vendedor uma posição vendida.

Existem dois tipos de contratos a termo: os contratos a termo de tipo DF (Deliverable Forward) para os quais no vencimento o comprador e o vendedor trocam o ativo, e os contratos a termo de tipo NDF (Non Deliverable Forward) que são liquidados diretamente em dinheiro. No caso da liquidação em dinheiro, o contrato é liquidado pela diferença de preço entre o preço à vista na data de liquidação do contrato a termo e o preço a termo pactuado entre as partes no contrato.

Um contrato a termo tem 4 características principais:
1. A data da contratação;
2. O objeto do contrato (mercadoria, moeda, etc.);
3. A cotação a termo predefinida na data da contratação; e,
4. A data futura de liquidação do compromisso de compra ou de venda.

O objetivo da contratação de um contrato a termo é de realizar uma proteção contra a variação do preço do ativo objeto do contrato entre a data da contratação e a data futura da liquidação do derivativo.
Os dois tipos de contratos a termo são o contrato de compra a termo (forward buy) e o contrato de venda a termo (forward sale). O contrato de compra a termo é usado pelas empresas que precisam realizar a aquisição de um determinado ativo no futuro, como as importadoras, por exemplo, que desejam fixar o custo de importação. O contrato de venda a termo é usado pelas empresas que precisam realizar a venda do ativo no futuro, como as exportadoras, por exemplo, que desejam fixar o valor da receita de exportação.


Bibliografia:

César Ramos - Derivativos: Da espelução ao hedge , 2012, Edição do autor.

 
© 2012 - HedgeAccounting.com.br by César Ramos